EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

A União Geral dos Trabalhadores (UGT), como uma organização inserida na dinâmica complexa dos tempos atuais, teve como um de seus objetivos estratégicos a criação de um Instituto de Altos Estudos, O IAE-UGT. É um instituto do tipo “laboratório de ideias” (conhecido em inglês como” think tank”), criado para acompanhar e compreender essa dinâmica e tomar posição mais abalizada em defesa dos interesses dos trabalhadores e da sociedade brasileira.

O Instituto de Altos Estudos da UGT deve resguardar sua autonomia para manter a pluralidade e liberdade intelectual na produção de ideias sem perder de vista a produção de conhecimento voltada para os temas relevantes às centrais sindicais.

Sabemos que um instituto de estudos e análises não substitui a discussão e a ação política, entretanto, os subsídios poderão contribuir para decisões mais sensatas e coerentes com a realidade do mundo e do Brasil. Um aspecto fundamental de um instituto do tipo “laboratório de ideias” é a sua relativa autonomia e pluralidade intelectual, que o torna distinto do trabalho de assessoria técnica.

Por isso, o formato do Instituto permite que seja desenvolvida uma combinação entre o alinhamento com os interesses e visão mais geral da UGT e a tarefa de construir legitimidade e credibilidade como uma organização capaz de produzir conhecimento, reflexão e formação de alto nível.

Neste sentido, o Instituto está aberto para construir parcerias e estabelecer acordos de cooperação em nível nacional e internacional com outros institutos do mesmo tipo dentro do mundo sindical, universidades e institutos de pesquisa.

A partir de análises aprofundadas a Central poderá emitir opiniões, encaminhar projetos, propostas, soluções para questões importantes para a sociedade brasileira. Uma estratégia para planejar e sistematizar essas reflexões, e implementar estudos e análises é organizar uma estrutura que possa galvanizar essas atividades, uma estrutura tipo “laboratório de ideias”.

Um dos aspectos essenciais de um instituto do que criamos é servir como ponte entre o mundo acadêmico, a sociedade e os atores envolvidos direta ou indiretamente com a formulação de políticas públicas.  

O Instituto precisa traduzir a pesquisa em uma linguagem clara, confiável e acessível para os movimentos sociais, os formuladores de política e à opinião pública em geral.

Os principais produtos de um “laboratório de ideias” são artigos, livros, resumos para imprensa, relatórios, conferências, seminários e discussões informais com formuladores de política, governo e lideranças da sociedade civil.